Radiografias Concelhias: Penalva do Castelo

Foto por Tschubby – Own work, CC BY-SA 3.0, https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/8a/Kreis_Penalva_do_Castelo_2020.png
Foto por Tschubby – Own work, CC BY-SA 3.0, https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/8a/Kreis_Penalva_do_Castelo_2020.png
Penalva do Castelo é um concelho pertencente ao Distrito de Viseu, situado na Beira Alta, região Centro e sub-região Viseu Dão-Lafões. De 2010 a 2018 a população de Penalva do Castelo reduziu de 8.034 para 7.229 e envelheceu.

População

Em 2010 a população residente em Penalva do Castelo contabilizava 8.034, em 2018 decresceu para 7.229. Numa superfície total de 134,3 Km2, a densidade populacional diminuiu de 59,8 indivíduos por Km2 para 53,8.

A população jovem (menos de 15 anos) diminuiu a sua expressão percentual, de 13% para 10,3%. Assim como a população em idade ativa (dos 15 aos 64 anos), de 60,1% para 60%. A população idosa (mais de 65 anos) cresceu de 26,9% para 29,7%.

Estes valores significam um índice de envelhecimento (idosos por cada 100 jovens) de 289 em 2018, face aos 206 de 2010. Em qualquer um dos anos o valor é superior às médias nacionais (122 em 2010 e 157 em 2018).

Serviços e Infraestruturas

Na saúde, em 2018, continua a não existir nenhum hospital e 2 farmácias (inclui postos farmacêuticos móveis).

Na educação, houve a redução do número de edifícios no ensino pré-escolar (de 9 para 5) e no 1.º ciclo do ensino básico (de 5 para 4). O número de edifícios manteve-se no 2.º ciclo reduziu de 2 para 1 e no 3.º ciclo também reduziu de 2 para 1. Já no ensino secundário manteve-se o estabelecimento que existia.

O número de alunos no ensino não superior é consideravelmente inferior em 2018, passando de 1.166 para 844.

Cultura

As despesas em cultura e desporto da Câmara Municipal decresceram de 13,1% para 10,8%. Continuam a não existir museus e ecrãs de cinema, e o número de sessões de espetáculos ao vivo em 2018 foi de 74.

Economia

O pessoal ao serviço nas empresas não financeiras subiu de 1.297 para 1.682, tendo o ganho médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem sofrido, em oito anos, um aumento total de 95,00€.

O número de bancos e caixas económicas manteve-se em 2 e o de Caixas de Crédito Agrícola Mútuo manteve-se 1. As caixas automáticas multibanco mantiveram-se em 3.

Ambiente

Os resíduos urbanos recolhidos seletivamente por habitante aumentaram de 18,8Kg para 32,9Kg. As despesas do Município com o ambiente mantiveram-se em 4%.

Fonte: PORDATA

OUTRAS RADIOGRAFIAS CONCELHIAS

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Mariana Mortágua, coordenadora do Bloco de Esquerda
Ler Mais

“É preciso romper com as políticas da maioria absoluta”

Mariana Mortágua realçou que “a promessa de continuidade com as políticas da maioria absoluta” por parte de Pedro Nuno Santos “é um erro, e é uma desilusão face a quem esperava uma mudança”. Bloco apresenta o seu programa eleitoral “com medidas para virar a página”. (Artigo Esquerda.net)
Skip to content