Foto por Mílton Jung | Flickr

Os trabalhadores da Resinorte e Resiestrela estão em greve nos dias 26 e 27 de Dezembro, exigem a valorização das carreiras, a melhoria das condições de trabalho e o aumento dos salários.

Em comunicado que o Interior do Avesso teve acesso, o STAL reivindica que os trabalhadores sejam valorizados, “pois a EGF e os lucros que regista, vem dos seus trabalhadores”.

No documento afirmam que “o comportamento da empresa é tanto mais inaceitável quando é sabido que são muitos e graves os problemas que exigem respostas urgentes e efectivas.” Falam de ” baixos salários, de carreiras profissionais desvalorizadas, de desigualdade de tratamento, de ausência de regras uniformes para todos os trabalhadores no universo EGF que promovam a melhoria dos direitos”.

Sabemos que a Resiestrela e a Resinorte auferem menos salário que outros trabalhadores na mesma actividade do Grupo EGF.

 

Os trabalhadores e trabalhadoras reivindicam “o respeito pela contratação colectiva, a melhoria de salários e de outras prestações pecuniárias, a valorização dos trabalhadores e das suas carreiras profissionais e um seguro de saúde para todos”, entre outras coisas.

Por fim, concluem apelando à solidariedade da população e trabalhadores com a luta dos trabalhadores das empresas do grupo EGF.

 

O Interior do Avesso tem conhecimento que esta greve já está a causar grandes transtornos na cidade da Covilhã.

 

Escrito por DG.

Deixe o seu comentário

Skip to content