Localizada na Covilhã, a superfície comercial Serra Shopping está no centro de uma polémica devido à sinalética que está a ser colocada nas intervenções de renovação que estão a decorrer. 

Sinalética usada no Serra Shopping para assinalar o Fraldário

A sinalética em causa diz respeito à identificação dos fraldários e instalações sanitárias direcionadas a crianças que representam o adulto acompanhante como uma mulher. Nas denúncias que chegaram ao conhecimento do Núcleo Concelhio da Covilhã do Bloco de Esquerda a população mostrou-se indignada por em pleno ano de 2020, e num equipamento a sofrer obras de renovação, a nova sinalética continue a usar símbolos que conduzem à perpetuação de estereótipos.

Sinalética usada no Serra Shopping para assinalar as instalações sanitárias para crianças

A linguagem pictográfica utilizada usualmente tem uma tendência para, frequentemente, reproduzir estereótipos socioculturais de género, quando na verdade deve ser uma linguagem simples e clara. Tal como comenta Tiago Grosso no facebook, “Quando vejo um sinal desses pergunto-me sempre se posso entrar.”

Reações nas redes sociais

Porém esta é uma área cada vez mais importante do design de comunicação, que apesar de menosprezada, está a atualizar-se. Em reação às fotografias, Maria Rosi Maria comenta no facebook que “Claro que não está certo, o símbolo de fraldário tem que dar acesso a quem necessita e o utilizar, mulher ou homem.”

Reações nas redes sociais

Deixe o seu comentário

Skip to content