Foto por Antero Pires

Aproximadamente há um ano, em Julho de 2018, o Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, e o Presidente da Infraestruturas de Portugal, António Laranjo, visitaram as Obras de Modernização da Linha da Beira Baixa, troço Covilhã- Guarda, acompanhados dos autarcas da região.
Este troço encontra-se encerrado há mais de 10 anos, mas está integrado no âmbito do plano do Governo para a modernização das principais linhas ferroviárias do país até 2022. As obras na linha da Beira Baixa já estão a decorrer estando programada a reabertura do troço entre Covilhã e Guarda para Setembro de 2019.
No local, as obras andam a passo lento pelo que o prazo de conclusão dado pelo Governo pode estar em causa. Esta situação levou o Bloco de Esquerda a dirigir-se ao Governo para que seja dado um ponto de situação desta obra e para se tornarem públicos os planos de ligação desta linha a outros pontos do território nacional, nomeadamente a cidade de Coimbra ou ao Norte país.
Este projecto de requalificação prevê a renovação e electrificação total da via, a remodelação de edifícios de passageiros, a automatização e supressão de passagens de nível, a reabilitação de seis pontes metálicas centenárias, a execução de sistemas de drenagem, trabalhos de estabilização de taludes e a instalação de sinalização electrónica e telecomunicações.
Nesta linha vão poder circular comboios com 600 metros de comprimento, além de estar prevista a futura migração para a bitola que irá permitir a interoperabilidade ferroviária com Espanha e o resto da Europa.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content