Foto por Viúva Monteiro & Irmão, Lda | Facebook

No fim de semana passado a empresa Viúva Monteiro informava os seus passageiros, através da afixação de avisos na central de camionagem da Guarda, da suspensão da carreira Sabugal-Guarda e Guarda-Sabugal «por tempo indeterminado» a partir de dia 5 de agosto.

De acordo com notícia veiculada pelo jornal “O Interior” a empresa suspendeu o serviço alegando falta de pagamento por parte do Município. A resposta do Município foi dada em forma de comunicado no seu website esclarecendo “os utentes das carreiras Guarda-Sabugal e Sabugal-Guarda que a Câmara Municipal da Guarda não detém qualquer contrato com a empresa Viúva Monteiro & Irmão, Lda. que incida sobre serviços de transportes urbanos ou interurbanos.” O comunicado diz ainda que “a Câmara Municipal da Guarda não tem qualquer responsabilidade pela cessação dos serviços, pelo que repudia veementemente o teor do comunicado da aludida empresa que, de forma explícita, mas inverídica, imputa ao Município da Guarda a responsabilidade da cessação.”

Fica por esclarecer a responsabilidade de suspensão deste serviço, mas ainda segundo informações no jornal “O Interior” a empresa alega uma dívida de 178 mil euros contratados por sucessivos ajustes diretos que impossibilita a continuidade de prestação de serviços e garante que «tentou, ao longo de um ano, encontrar soluções alternativas sobre as quais não teve qualquer tipo de resposta por parte desta entidade (Câmara Municipal da Guarda)».

Deixe o seu comentário

Skip to content