Foto de União de Sindicatos de Castelo Branco | Facebook

Sérgio Santos, coordenador da União de Sindicatos de Castelo Branco, lembrou nas iniciativas relativas à semana da igualdade e ao dia internacional da mulher, que “temos que prosseguir a luta” pela conquista de direitos. 

A União de Sindicatos de Castelo Branco (USCB) realizou iniciativas durante esta semana para comemorar a semana da igualdade e o dia internacional da mulher, no dia 8 de março.

Sérgio Santos, coordenador da USCB, referiu numa ação no centro da cidade da Covilhã que “lutamos e já conquistamos direitos de maternidade e de paternidade, direito à conciliação, proteção no despedimento, mas ainda lutamos para conquistar estabilidade no emprego e o fim da precariedade”. 

O sindicalista elencou várias das reivindicações pelas que a USCB tem lutado e afirmou que “temos que prosseguir a luta para impedir a tentativa do aumento dos horários de trabalho, o boicote a contratação coletiva, o aumento galopante do custo de vida, em particular com a alimentação, a saúde, a educação, habitação e os transportes públicos”. 

“Temos de dizer basta, temos de dizer basta de sacrifícios sempre para os mesmos, basta de injustiças. Temos que continuar a mobilizar as nossas energias, a nossa coragem e determinação para prosseguir a luta por uma política alternativa baseada nas propostas apresentadas pela CGTP”, sublinhou Sérgio Santos. 

As iniciativas da USCB arrancaram na Covilhã, no dia 8, e terminaram na capital do distrito, em Castelo Branco, com a 5ª conferência distrital da igualdade, onde também foram eleitos os representantes distritais para a comissão de igualdade da CGTP. 

Deixe o seu comentário

Skip to content