A produtora Ar de Filmes e o Teatro do Bairro vão disponibilizar, gratuitamente, algumas das suas produções de cinema e teatro, em streaming através da partilha de uma ligação nas redes sociais e canais online, como o Facebook, Instagram ou Vimeo.  Todas as semanas, será disponibilizada uma obra, de cineastas como João Botelho, de Lamego, ou Margarida Gil, da Covilhã, que os espetadores poderão ver ou rever.

O primeiro, A Terra Antes do Céu (2007), é protagonizado por José Pinto e Padre Avelino Augusto da Silva e tem como pano de fundo “um encontro de artistas reunidos para celebrar a genialidade de Miguel Torga”.

Segue-se Para Que Este Mundo Não Acabe (2009), com Maria Archer, Marcello Urgeghe e João Poças, que, nas palavras de Botelho, mostra que “Deus é bom mas o diabo não é nada mau!”, numa viagem onde aprendeu “com esta gente de hábitos comunitários e que é grande, dura e generosa”.

João Botelho nasceu em 11 de Maio de 1949, em Lamego. Estudou Cinema, no Conservatório Nacional. Foi cineclubista, no Porto e em Coimbra, onde dirigiu o CITAC. Foi crítico de cinema na Gazeta da Semana e na revista M, de que foi fundador. Iniciou-se como realizador em 1976. Em 2005 João Botelho foi feito Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, a 9 de Junho.

Margarida Gil nasceu na Covilhã em 1950 é também uma cineasta portuguesa. Licenciou-se em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. O seu primeiro filme, Relação Fiel e Verdadeira (1989), esteve presente no Festival de Veneza e Rosa Negra (1992) foi selecionado para o Festival de Locarno. Mantém-se como colaboradora da RTP desde 1975, onde já assinou diversos documentários. Leciona na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

A Ar de Filmes/Teatro do Bairro junta-se assim a múltiplas outras estruturas que optaram pelos canais digitais para divulgar os seus trabalhos, face à pandemia da doença Covid-19.

Site da Ar de Filmes, aqui

Facebook Ar de Filmes/Teatro do Bairro, aqui

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content