Os trabalhadores da Manpower Group Solutions , responsável pelo Centro de Apoio Telefónico da EDP, em Seia, tendo também alguns trabalhadores no Centro Empresarial Torres de Lisboa, vão reunir no dia 11 de novembro para “discutir em plenário o caderno Reivindicativo para 2021” de forma a propor melhorias nas condições laborais.

O Interior do Avesso falou com Margaret Amaral, dirigente sindical do SITE-CN, que nos transmitiu que a proposta base deste caderno prende-se com a implementação de escalões de 3 em 3 anos e proporá “que os Trabalhadores que desempenham funções de assistente de apoio ao cliente da EDP, até aos 3 anos (1.º escalão) aufiram no mínimo 700€ e os trabalhadores com mais de 12 anos (5.º escalão) 860€, e ainda tabela de aumento salarial para os trabalhadores que desempenham funções de qualidade e supervisão”.

Tendo em conta a importância do trabalho que realizam, reforçado pela pandemia, poderá ser proposto o “aumento do pagamento da disponibilidade e atribuição de dia descanso por tempo trabalhado em dia de folga não obrigatória”, bem como o “aumento do tempo das pausas” ou a criação de “um prémio de assiduidade, um prémio de atendimento de língua estrangeira e a criação de um prémio de antiguidade”.

Este trabalho é feito por turnos e 24 horas por dia, sendo amplamente conhecido o desgaste do trabalho nestas condições, e também por isso, ponderam propor “redução faseada do horário semanal de trabalho”, o “aumento do pagamento do trabalho suplementar” e o “aumento do número de dias de férias”.

Para terminar, nas declarações de Margarete Amaral, ficou ainda a intenção de reivindicar a que “a administração da Empresa considere o dia de Carnaval, véspera de Natal e de Ano Novo sejam equiparados a feriado”.

Estes trabalhadores conseguiram, no corrente ano, depois de negociações e de ações de luta e até greves, algumas melhorias nas condições laborais como o aumento salarial.

Deixe o seu comentário

Skip to content