Foto por Armamar, Terra de Emoções | Facebook

Num momento em que o aproveitamento das “sobras” tem gerado polémica, seis operacionais dos Bombeiros Voluntários de Armamar receberam as vacinas que sobraram da campanha de vacinação decorrida nos lares do concelho, depois de contactados pelo Centro de Saúde local.

A notícia é adiantada pelo Jornal do Centro (JC), numa altura em que a administração da vacina a quem não está no grupo dos prioritários tem levantado polémica. O comandante da corporação, Nuno Fonseca, explicou ao JC que grande parte dos vacinados pertence à equipa de emergência, acrescentando que a instituição não podia deixar de passar ao lado desta oportunidade.

“Nós fomos contactados pelo Centro de Saúde, que disse que haviam seis vacinas disponíveis que não foram administradas nos lares e deram-nos essa oportunidade. E nós aproveitámos para salvaguardar os nossos bombeiros”, justifica o comandante ao JC.

“Não sabemos se esta pessoa que vamos buscar está positiva ou negativa ou se é caso suspeito. Quando chegam ao hospital, as pessoas já têm conhecimento de alguma forma, mas nós não. Há pessoas que dizem que são positivas, mas há aquelas que ainda não fazem isso. Nunca sabemos o que vamos encontrar quando chegamos à situação para o qual nos mandam”, remata o comandante, justificando o critério de aproveitamento das vacinas.

 

Quem são os deputados que vão ser vacinados?

 

Covid-19: já sabe quando pode receber a vacina? Faça a simulação.

Deixe o seu comentário

Skip to content