Foto por Turismo - Alto Alentejo e Beira Interior | Facebook

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) anunciou  que os trabalhadores das Minas da Panasqueira, na Covilhã, face “à ausência de respostas” da administração da empresa para o aumento de salários, voltam a estar em greve a partir de 24 de maio.

Segundo notícia da Rádio Cova da Beira (RCB), o pré-aviso de greve apresentado pelo STIM abrange o período entre os dias 24 de Maio e 12 de Junho, incluindo a paralisação de duas horas diárias e de trabalho suplementar.

Salários e condições de salário dignas, exercício do direito à formação profissional certificada e a realização dos exames médicos periódicos são as reivindicações da greve.

Está neste momento a decorrer, com início a 26 de abril e final a 8 de maio, uma greve nos mesmos moldes, mas sem resposta às reivindicações.

Os mineiros da Panasqueira exigem aumentos salariais de 50 euros por cada trabalhador. A empresa que detém a exploração, propriedade do grupo Almonty, é a Beralt Tin and Wolfram Portugal e começou por oferecer 0,5% no salário base, tendo depois subido para 0,75%, acrescido de outros aumentos nos subsídios, de acordo com a RCB.

 

 

Mineiros da Panasqueira em greve por aumentos salariais dignos

 

https://interiordoavesso.pt/interior-do-avesso/gritante-falta-de-condicoes-de-seguranca-sanitaria-nas-minas-da-panasqueira/ 

One Comment

Deixe o seu comentário

Skip to content