A exposição itinerante, intitulada “SER Consciência…30/1000 por 1VIDA”- Caminhos da MEMÓRIA insere-se no projeto UNESCO “Dever de Memória – jovens pelos direitos humanos”, do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal.

Foi inaugurada ontem, 12 de dezembro, na loja nº214 da Rua Direita em Viseu, segundo a Gazeta Rural. A exposição com o nome “SER Consciência.. 30/1000 por 1VIDA” revela várias obras de alguns artistas, entre eles alunos e os artistas plásticos Josefa Reis e Victor Costa, em tributo a Aristides de Sousa Mendes. 

A exposição aborda o papel de Aristides no Holocausto e dos Direitos Humanos. Conta com várias pinturas, uma escultura e uma instalação.

A exposição está enquadrada na programação cultural do VISEU NATAL e insere-se no projeto UNESCO “Dever de Memória – jovens pelos direitos humanos” do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, em parceria com a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia de Cabanas de Viriato e a Fundação Aristides de Sousa Mendes.

Relacionados:

Aristides de Sousa Mendes vai dar nome a uma praça em Viana do Castelo

Aristides de Sousa Mendes homenageado em Cátedra de Estudos

Deixe o seu comentário

Skip to content