Aristides de Sousa Mendes em 1940 | Foto por © Comité Sousa Mendes, Famille de Sousa Mendes | sousamendes.org

Foi apresentada no passado dia 29 de outubro e é desenvolvida na Argentina, mas realiza-se em formato online. Vai decorrer em 6 sessões: outubro, novembro e dezembro de 2020; abril, maio e junho de 2021. 

Segundo o Farol da Nossa Terra (FNT), foi apresentada no passado dia 29 de outubro a “Cátedra Arístides de Sousa Mendes”, como forma de homenagem ao cônsul português no âmbito do 80º aniversário do ato de consciência que salvou a vida a milhares de refugiados da morte do regime nazi, sobretudo judeus, ao dar vistos para virem para Portugal.  

A Cátedra de Estudos é organizada pela Embaixada de Portugal na Argentina e pelo Seminário Rabínico Latino-Americano “Marshall T. Meyer”, com o apoio do professor João Ribeirete, responsável do Instituto Camões de Buenos Aires, e de Ariel Blufstein, da Delegação das Associações Israelitas da Argentina. 

Em declarações ao FNT, Victor Lopes, um residente em Remanso (Argentina), de descendência portuguesa e diretor do Seminário Rabínico, referiu que “quando recebemos o telefonema do Embaixador de Portugal na Argentina, Dr. João Ribeiro de Almeida, para colaborar com a «Cátedra Arístides de Sousa Mendes», nem António Moncada de Sousa Mendes nem eu duvidamos por um momento em dar a nossa colaboração e testemunho nas Jornadas”. 

A Cátedra de Estudos vai desenvolver-se em 6 sessões: outubro, novembro e dezembro de 2020; abril, maio e junho de 2021. De acordo com Victor Lopes, “é a primeira atividade que se faz fora de Portugal a dez mil quilómetros de distância em coordenação com o «Projeto Nunca Esquecer», Programa Nacional em volta da Memória do Holocausto”. 

A iniciativa vai decorrer em formato online e a inscrição pode ser feita, aqui.

Relacionados: 

Deixe o seu comentário

Skip to content