Foto por ubi.pt

Paulo Ferreira e Paulo Figueiredo, estudantes de Engenharia Aeronáutica da Universidade da Beira Interior (UBI), fazem parte da equipa que venceu o concurso Life Enablers com o projeto de uma rede de drones para transporte de órgãos para transplante.

Os estudantes fazem parte da equipa ByOHope, vencedora da 2ª edição do concurso, constituída também por elementos da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa e da Universidade do Minho. Segundo a UBI, o projeto foi avaliado por um júri composto por médicos e enfermeiros, bem como por associações de doentes.

A equipa vencedora, entre 41 candidaturas de 120 alunos ou recém-diplomados, propôs a criação de uma rede de veículos não tripulados para transporte de órgãos. Por agora, desenvolvido para território nacional, poderá também vir a abranger países estrangeiros.

O júri reconheceu a mais-valia do projeto, vendo ainda a possibilidade de o mesmo ser extrapolado para outras situações da área da saúde. Sugeriram a sua aplicação no âmbito do transporte de sangue, medicamentos ou o ainda no acompanhamento de pacientes.

O concurso Life Enablers é uma competição de inovação na saúde, dirigida a estudantes universitários, promovida pela Takeda e Spark. A iniciativa tem como objetivo acelerar ideias que melhorem a qualidade de vida de doentes e das suas famílias.

Deixe o seu comentário

Skip to content