Foto por Ao'tom'dela Facebook

Na próxima terça-feira, dia 15 de dezembro, os autarcas de Tondela, José́ António de Jesus e Pedro Adão serão julgados no tribunal de Viseu após serem acusados pelo Ministério Público (MP) por terem cobrado os quilómetros feitos em viagens em viaturas da autarquia como se tivessem usado viatura própria.

Na acusação, citada pela página Ao’tom’dela pode ler-se que “José António de Jesus e o seu vereador Pedro Adão, preencheram boletins itinerários fazendo constar informações que não correspondiam à verdade dos factos, mentindo”.

Alegadamente, os arguidos indicavam usar veículos próprios quando usavam veículos do município para assim obterem importâncias às quais não tinham direito. Segundo o Tondela Blog, caso sejam condenados podem enfrentar mesmo a perda de mandato.

Como enunciado no Tondela Blog, o Ministério Público considera que agiram com dolo, no sentido em que entregaram documentos falsificados à PJ.

Estes crimes terão sido cometidos entre o ano de 2010 e de 2017 e terão já sido devolvidos 11.099,76€ por José António Jesus e 10.144,68€ por Pedro Adão.

Deixe o seu comentário

Skip to content