O Núcleo Concelhio da Covilhã do Bloco de Esquerda questionou o executivo camarário sobre políticas de prevenção e defesa da floresta, partilhando as suas dúvidas e preocupações agora que se aproxima a época mais crítica do ano.
Dia 17 de Janeiro de 2019 foi divulgado pelo Governo o mapa de freguesias prioritárias para limpeza de combustível, no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios (SNDFCI). Numa análise cuidada deste mapa verifica-se que, no concelho da Covilhã, as freguesias de Verdelhos, Cantar-Galo e Vila do Carvalho, Unhais da Serra, Erada, Sobral de São Miguel, São Jorge da Beira, Aldeia de São Francisco de Assis, Caségas e Ourondo são de primeira prioridade para limpeza, no âmbito do SNDFCI. Também o “Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios”, sofreu a primeira revisão a 5 de Novembro de 2018 conferindo, através do mapa resultante, um alto risco de incêndio no concelho da Covilhã.
Dada a responsabilidade dos Municípios, no papel de executores primários de medidas de prevenção, de antever e participar no processo de fiscalização contra a ocorrência de episódios de incêndio o Bloco de Esquerda quer saber que medidas foram já aplicadas no corrente ano, nomeadamente a notificação dos proprietários para limpeza das matas. O BE questionou ainda qual é o modelo de acção no combate aos incêndios priorizado pelo Município, se preventivo, se de reação a possíveis focos de incêndio.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content