Na passada segunda-feira, dia 28, o Bloco de Esquerda de Vila Flor, através do seu deputado Municipal, questionou a Câmara Municipal sobre os planos de contingência para a segunda vaga da pandemia da Covid-19. Jóni Ledo está “preocupado com os próximos meses, porque temos uma população envelhecida, dentro da população de risco”, considerando também que “com a maior prevalência de gripe sazonal nestes meses em que os sintomas podem ser confundidos temos que estar preparados”.

O Bloco de Esquerda de Vila Flor considera que estes meses onde enfrentamos uma segunda vaga da Covid-19 são imprevisíveis, e mesmo que tenham existido na primeira vaga planos de contingência estes têm que ser adaptados porque muita coisa mudou durante estes meses.

O Deputado Jóni Ledo questionou o município sobre a preparação que está a ser feita “para o caso de existirem surtos e um aumento das infeções”.

Em declarações ao Interior do Avesso considera que o facto de termos “uma população envelhecida, a somar à gripe sazonal que se poderá confundir com a Covid-19” faz com que seja “fundamental que se tomem medidas preventivas para que não venhamos a ser surpreendidos”.

Jóni Ledo concorda ainda com a abertura das escolas ao ensino presencial, que considera ser “essencial para as nossas crianças e jovens”.

Deixe o seu comentário

Skip to content