Continua a polémica em volta da requalificação da avenida Carvalho Araújo em Vila Real

Desde a apresentação pública do ante-projecto de requalificação da Avenida Carvalho Araújo em fevereiro de 2018 que a contestação não se fez esperar. Nessa altura a previsão do Município era de lançar a obra até ao final de 2018, o que não aconteceu, tendo sido adiada para 2019.
Próxima segunda-feira, dia 17, às 10h30, no edifício do ex-Governo Civil este polémico projeto volta a debate na apresentação do Plano Estratégico Urbano para a cidade de Vila Real (PEDUVR).
À altura da apresentação pública o próprio vereador do pelouro do urbanismo Adriano Sousa antecipava a contestação afirmando que o projeto “não vai recolher a unanimidade das opiniões das pessoas”, justificando porém esta intervenção pela necessidade de “olhar para a avenida e prepará-la para o século XXI”. Foi dado como exemplo, entre outros, a requalificação da avenida dos Aliados no Porto, projeto que até hoje divide opiniões.
O projeto, de autoria do arquiteto Belém Lima, com apoio do arquiteto paisagista Frederico Meireles Rodrigues, estará agora aberto ao escrutínio da população durante o período de discussão pública da “Proposta de Normas Provisórias de Plano de Urbanização da Cidade de Vila Real” que decorre de 14 de junho a 3 de julho.

(Escrito por MFS)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Programa do Semear Coesão! com mais de 20 convidados

Conhece o programa completo do "Semear Coesão! Encontro do Interior do Avesso 2023". São mais de 20 convidados divididos por 8 momentos, entre abertura e encerramento os painéis com os temas: "Paisagens Vivas: Biodiversidade e Preservação Ambiental", "Preservar o Património, Dinamizar a Cultura", "Preservar o Património, Dinamizar a Cultura", "Estratégias para o Interior: Continuar a Viver Aqui", "Que floresta para a valorização do território?", "Territórios que se Movem: Mobilidade e Coesão" e "No Interior das Lutas Contra o Conservadorismo".
Skip to content