Foto de Sean Winters | Flickr

O estudo feito por investigadores japoneses confirma a necessidade de lavar as mãos com frequência. Em comparação, o vírus da gripe aguenta menos de duas horas na pele.

De acordo com a Agência Lusa, um estudo realizado por investigadores japoneses descobriu que o novo coronavírus permanece ativo na pele por 9 horas, aumentando assim a importância de lavar as mãos com frequência, uma das medidas recomendadas para combater a pandemia.

O estudo publicado na revista “Clinical Infectious Diseases(link is external)” compara o agente patogénico que causa a gripe normal e aguenta 1,8 horas na pele.

Os autores do estudo referem que “a sobrevivência de nove horas do SARS-CoV 2 (a estirpe do vírus que causa a doença da covid-19) na pele humana pode aumentar o risco de transmissão por contacto em comparação com o IAV (vírus da influenza A ou influenza A), acelerando assim a pandemia”.

As pesquisas foram feitas em pele retiradas de espécimes de autópsia cerca de um dia depois da morte e mostram que tanto o coronavírus como o vírus da gripe desaparecem depois de 15 segundos da aplicação de etanol, substância usada nos desinfetantes para as mãos.

Assim sendo, o estudo concorda com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para a lavagem regular e completa das mãos para combater a transmissão do vírus.

Artigo publicado em esquerda.net

Deixe o seu comentário

Skip to content