Foto retirada da Petição

Foi criada uma petição sob o título “Apelo público para que ninguém fique sem apoio” pretende que nesta situação pandémica que fez com que muitas pessoas ficassem sem emprego e que não se enquadrem em nenhum apoio não sejam esquecidas. Os proponentes pretendem uma resposta rápida do Estado. A petição já conta com mais de 1300 assinaturas.

O texto da petição refere que esta situação que estamos a atravessar, com medidas para a proteção da saúde pública gerou uma perda total ou significativa de rendimentos para uma parte da população, “fruto de uma sociedade altamente precarizada, com vínculos frágeis e mais fáceis de serem quebrados.” Estamos numa crise social que segundo os proponentes devia ter respostas imediatas à proteção do emprego. “Quando instituiu algumas medidas de apoio, o Governo pecou pela insuficiência, pois os requisitos exigidos deixam muita gente sem qualquer apoio.”

Os signatários referem-se essencialmente às pessoas sem acesso ao subsídio de desemprego ou outro apoio social. Referem os casos dos trabalhadores a recibos verdes que estavam em período de isenção, ou mesmo os que estavam fora do período de isenção, mas ainda não tinhas contribuições pagas por meses suficientes. Referem-se ainda às pessoas com contrato a prazo ou no período experimental, “os trabalhadores intermitentes da cultura e do audiovisual; trabalhadores do turismo ou trabalhadoras domésticas – a maioria com trabalho informal.”

“Todos exemplos que não cumprem os requisitos necessários para os apoios criados, todos exemplos face aos quais o Estado tem de dar uma resposta e encontrar rapidamente uma solução. É necessário e urgente a criação de um apoio que responda a toda a gente.”

Terminam referindo que “a vida concreta de quem trabalha tem de estar à frente de qualquer orçamento. É tempo de fazer diferente, é tempo de criar medidas para todas e todos, é necessário minimizar tanto quanto possível o impacto da crise social. É necessário que ninguém fique sem apoio.”

Escrito por JL

Deixe o seu comentário

Skip to content