A poluição nos cursos de água da vila da Sertã é um problema que se arrasta sem solução à vista. Eurodeputados do Bloco de Esquerda, José Gusmão e Marisa Matias, submeteram pergunta à Comissão Europeia sobre o assunto.

A situação, já antiga, dos cursos de água da Sertã foi diversas vezes denunciada pelo Bloco, nomeadamente as descargas, em 2018 e 2020, que deixaram a Ribeira Grande e a Ribeira do Amioso com as águas turvas e fortemente acastanhadas.

Às perguntas então submetidas ao Governo, a resposta obtida foi que “os sistemas elevatórios não têm capacidade para elevar todo o caudal que é rececionado”.

Já em 2021, em maio, voltou a surgir poluição, desta vez com manchas de espuma e gordura com forte odor, descargas poluentes reconhecidas pelo executivo da autarquia da Sertã. O SEPNA/GNR tomou conta desta ocorrência.

Apesar deste ser um problema ambiental reconhecido e recorrente, continua a não existir solução, com o Governo a responder que ‘a concepção, implantação e gestão das redes em baixa é da competência da Sertã’.

Neste sentido, José Gusmão e Marisa Matias, na aplicação da Diretiva Quadro da Água, questionam a Comissão Europeia sobre o que fará “para instar o Governo português a resolver ou fazer resolver esta situação em vez de a protelar, desresponsabilizando-se e permitindo que um curso de água continue a ser afetado”.

 

 

Eurodeputado José Gusmão vai levar poluição da Ribeira Grande na Sertã à Comissão Europeia

Sertã: Ribeira Grande com novos focos de poluição

Deixe o seu comentário

Skip to content