Exposição de arte CooLabora

CooLabora preparara 8 de Março com programa especial: OPEN CALL – CHAMADA PARA EXPOSIÇÃO DE ARTE
Cravo vermelho - mulher
Cravo vermelho – mulher

A CooLabora, convida mulheres artistas a apresentarem trabalhos para a 2ª edição do evento Mulheres na Beira, que ocorrerá no dia 8 de março de 2024, na CooLabora (R. Comendador Marcelino 53 – Covilhã). Nesta edição, que ocorre no contexto dos 50 anos da Revolução dos Cravos, o evento pretende reconhecer e estimular a visibilidade de produção artística das mulheres, desta vez a partir da temática Democracia & Liberdade. Sendo a pluralidade o principal pilar, a exposição visa articular problemáticas do feminismo – na história e contemporaneidade – a partir dos mais diversos suportes, materiais e técnicas artísticas.

A crescente diversidade presente na arte contemporânea e o potencial das mulheres enquanto artistas, salienta a importância de criar espaços de diálogo e pontes que fertilizem o solo para possibilidades futuras. Com o 25 de Abril, muitos direitos foram adquiridos. Durante estes 50 anos de liberdade, existir enquanto mulher representa uma luta diária e dicotómica entre velhos preconceitos e novos desafios. Mais do que nunca, a troca entre gerações pode apresentar-se como uma ferramenta necessária contra o conservadorismo, que tem suscitado perdas de direitos humanos e sociais em todo o mundo.

O Mulheres na Beira (da Revolução) articula os conceitos de arte e ativismo, seja de forma objetiva ou subjetiva, literal ou abstrata. Assim, viabiliza-se e incentiva-se unir artistas de diferentes contextos e áreas para trocar experiências e dialogar sobre a luta antifascista pela lente do artivismo, movimento criativo focado na intervenção social. Como cooperativa de intervenção social que atua há 16 anos, a CooLabora proporciona o acolhimento prático e afetivo para o desenvolvimento do evento.

A segunda edição, intitulada Mulheres na Beira (da Revolução), é desenvolvida com o apoio do grupo de jovens ativistas Coolaboratório e com curadoria da artista têxtil, designer e doutoranda em Media Artes, Luísa Leão. Serão bem-vindas as obras, individuais e coletivas, bem como a pluralidade etária e artística, nas suas mais diversas formas de expressão (visuais, performáticas, audio visuais, cénicas, musicais). As interessadas devem submeter os seus trabalhos através do formulário disponível no QR code até 20 de fevereiro.

Related Posts
deputados-bloco-esquerda-castelo-branco-reuniao
Ler Mais

“Governo quer transformar o país numa mina”

Os deputados do Bloco de Esquerda, Nelson Peralta e Maria Manuel Rola, reuniram recentemente com o Grupo de Preservação da Serra da Argemela (GPSA) para debater o ponto de situação atual do processo de exploração mineira e para falar sobre a apreciação parlamentar da lei das minas que vai acontecer no dia 18 de novembro, após um agendamento potestativo do Bloco.
Ler Mais

Junho: o mês de todas as cores

Em junho de 1969 deu-se a revolta de Stonewall, composta de várias manifestações espontâneas de pessoas LGBT contra…
Skip to content