Covilhã | Foto de Feliciano Guimarães - Flickr

Desde março, que várias freguesias do concelho da Covilhã estão sem transportes públicos, tal como alguns bairros periféricos da cidade. A falta de transporte público neste início do desconfinamento preocupa alunos e população da freguesia das Cortes do Meio.

As ligações de transportes públicos no concelho da Covilhã foram suprimidas em março devido à pandemia da covid-19, mas agora com o desconfinamento há bairros periféricos e freguesias do concelho que continuam sem ligação à cidade, o que causa imensos transtornos à população. 

Na freguesia das Cortes do Meio a situação ainda é mais preocupante porque os alunos estão sem transporte público para frequentar as aulas que há pouco recomeçaram e para os do 11º e 12º que vão recomeçar na próxima segunda-feira. É de salientar a falta de transparência nos critérios na decisão destas ligações, já que existem freguesias que têm o percurso para a cidade garantido, mesmo que seja com menos intensidade.

No final do mês de março, o Sindicato Têxtil da Beira Baixa já tinha denunciado que não se estavam a garantir os transportes públicos aos trabalhadores que necessitem de se deslocar para a cidade da Covilhã, mas pelos vistos a situação ainda persiste.

Algumas das operadoras que transportam no concelho da Covilhã são a Auto Transportes do Fundão e a Transdev, esta última já tinha anunciado a suspensão das linhas interurbanas por tempo indeterminado.

(Escrito por DG) 

Deixe o seu comentário

Skip to content