A chegada da depressão Filomena, a somar à massa de ar frio que se tem vindo a sentir, poderá provocar queda de neve no interior a partir de sábado. O frio intenso vai continuar em Portugal, um dos países da UE com mais pobreza energética.

Segundo o Tempo.pt, o frio intenso vai continuar em todo o país, com a manutenção de temperaturas mínimas extremas. Será no sábado, dia 9, a partir do meio-dia, que uma linha de precipitação chegará ao interior, podendo provocar “neve ou água-neve” nas regiões da Beira Interior e do Alto Alentejo, chegando a Trás-os-Montes e Alto Douro nas horas seguintes. Já no domingo, prevê-se a queda de neve nalguns pontos do território continental, como no nordeste transmontano.

Aconselha-se a utilização de roupa adequada e manter a casa quente, o que poderá ser difícil para muitas pessoas, pois Portugal continua a ser dos países da União Europeia com mais pobreza energética.

Segundo os mais recentes dados do Eurostat, 18,9% dos portugueses estão em situação de pobreza energética, isto é, têm dificuldades financeiras para que a sua habitação tenha temperaturas adequadas no inverno. Esta percentagem, que reporta a 2019, representa mais do dobro da média europeia (7%).

Mas o problema da dificuldade de aquecimento das casas em Portugal é ainda mais complexo, pois enquanto na generalidade dos países da existem equipamentos de aquecimento central na maioria das habitações, em Portugal, segundo o Eurostat, apenas 13,3% possuem sistemas de aquecimento deste tipo.

 

 

Um quinto dos portugueses não tem capacidade financeira para aquecer a casa

One Comment

Deixe o seu comentário

Skip to content