Moradores do lugar de Senra, em Ribeira de Pena, entregaram na Assembleia da República um abaixo-assinado contra a construção de uma linha de alta tensão, cujo restabelecimento está a ser executado pela EDP sobre a localidade e praticamente em cima das habitações.

Os moradores do lugar de Senra temem os efeitos da instalação de uma linha de alta tensão sobre a localidade, como a desvalorização paisagística e ambiental, o condicionamento de potenciais investimentos e os prováveis zumbidos e “silvos” provocados pela passagem do vento, relatados em situações semelhantes.

Destacam os efeitos secundários para as pessoas que as linhas de alta tensão “provocam quando instaladas junto de habitações, no que diz respeito à saúde e ao ruído por elas provocadas”. Existe ainda “o perigo de acidente por causas naturais, como um raio ou um vento ciclónico”.

O restabelecimento desta linha de alta tensão (Linha Aérea 60KV, Fermil – Bragadas (modificação entre o apoio n.º 52 e o apoio n.º 57) foi licenciado pela DGEG (Direção Geral de Energia e Geologia), no âmbito do Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega, concessionado à Iberdrola.

Segundo os moradores, a linha passará praticamente em cima das habitações do lugar, que incluem Arquitetura Senhorial e Arquitetura Popular, de valor patrimonial, entre os restantes edifícios. Sublinham ainda que “praticamente todos os edifícios aqui erigidos são habitados por pessoas que optaram em construir as suas vidas neste lugar com os encantos e condições existentes até à data.”

Os moradores já manifestaram a sua preocupação junto das entidades locais, nomeadamente a Câmara Municipal de Ribeira de Pena, que se terá oposto à proposta apresentada que inclui um poste de 40 metros de altura junto das habitações, além da própria linha de alta tensão.

No abaixo-assinado é ainda defendido o soterramento da linha, uma das opções para o traçado, que criaria “um impacto visual praticamente nulo”. “Sabemos que houve dois estudos, por parte da EDP-Distribuição, para o traçado da linha alta tensão de 60KV, Fermil-Bragadas, um aéreo e um outro soterrado.”

Demonstrando desgosto e frustração com a escolha do projeto de valor económico mais baixo, os moradores pedem ao Presidente da República, Primeiro Ministro, Ministro do Ambiente e Deputados da Assembleia da República que “garantam que os interesses de outros não se sobreponham aos interesses da população de Senra”.

Deixe o seu comentário

Skip to content