Cecília Reis foi a primeira mulher a mascarar-se e hoje chocalhou o eurodeputado, apresentando a aldeia e as suas tradições à comitiva do Bloco de Esquerda. Entre muitos dados de como os caretos têm caminhado para o reconhecimento, contou como a guerra colonial quase acabou com os caretos, sendo que só depois do 25 de abril de 1974 é que a tradição começou a ganhar novo folgo com o regresso dos emigrantes durante estas festas.

José Gusmão, em declarações no fim da visita, disse que a “cultura conta, desenvolver o interior do país é também respeitar as muitas culturas que por aqui andam, que por aqui crescem”. Relevou ainda a evolução que esta tradição teve, dando o exemplo “subversivo” de Cecília Reis, que desafiou as normas, tornando-se a primeira mulher a chocalhar pelas ruas da aldeia.

O entrudo chocalheiro de Podence é Património Imaterial da Humanidade, sendo este o primeiro ano desde que recebeu essa distinção. Durante os quatro dias de festividades, a pequena aldeia transmontana recebeu dezenas de milhares de pessoas.

(Por CC)

Deixe o seu comentário

Skip to content