Nas Minas da Panasqueira, no concelho da Covilhã, as medidas exigidas pelas autoridades no combate à pandemia não estão a ser respeitadas. A situação foi denunciada por um dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, que referiu, em declarações à Rádio Cova da Beira, que não houve alterações essenciais nas condições de trabalho na presente situação de risco de contágio.

A empresa limitou-se a proibir a ida de trabalhadores na carroça pela mina, a fechar os portões de acesso a camiões e a encerrar a loja dos cristais. Medidas nitidamente insuficientes, tendo em conta que não foram tomadas medidas mínimas de contenção: não foram separados os dois turnos em funções, os trabalhadores continuam utilizar o refeitório e o balneário nas condições normais, não foi posto em prática um reforço de desinfecção e limpeza dos espaços, nem forma de desinfecção pessoal depois do uso permanente das máquinas. O sindicato exige a implementação de medidas para que os 270 trabalhadores não corram risco de contágio. Nas Minas da Panasqueira, a Almonty faz a extracção de volfrâmio, estanho e cobre.

A situação também já foi denunciada pela plataforma despedimentos.pt

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content