Foto por BICA | Facebook

O nome da rede BICA surge em homenagem a “uma das vozes que mais se bateram ao longo das últimas décadas pelo combate ao abandono do interior e pelo mundo rural”, refere a associação ambientalista. Por Esquerda.net
A Quercus Aveiro criou a BICA, “uma rede de projetos agro-ecológicos com uma organização simplificada e horizontal. É um agrupamento informal e de participação livre, que junta projetos individuais e projetos associativos distribuídos pelo distrito de norte a sul, mas também do interior ao litoral”, pode ler-se na página de Facebook do projeto.

A iniciativa pretende “aliar a defesa do ambiente ao desenvolvimento local, sejam eles projetos práticos, sejam de mobilização e de divulgação de práticas nesse âmbito”.

A escolha do nome do projeto “surge em homenagem a Carmo Bica (1963-2020), uma das vozes que mais se bateram ao longo das últimas décadas pelo combate ao abandono do interior e pelo mundo rural”.

“Conhecida também pela combatividade, mas também por uma inesgotável energia e capacidade de trabalho, Carmo Bica deixou um legado importante nas lutas ambientais e sociais”, refere a associação.

 

Publicado por Esquerda.net a 18 de fevereiro de 2021

 

Maria do Carmo Bica (1963-2020)

Deixe o seu comentário

Skip to content