O projeto de resolução apresentado pelo Bloco para que o Parlamento decida sobre a possibilidade de mais uma injeção no Novo Banco foi chumbado com os votos contra do PS e a abstenção do PSD. Para Mariana Mortágua, o PSD “deu o dito por não dito” com a mudança de posição.
Esta sexta-feira, o grupo parlamentar do PSD absteve-se na votação do projeto de resolução apresentado pelo Bloco de Esquerda, para que fosse o Parlamento a decidir sobre a possibilidade de mais uma injeção no Novo Banco. A abstenção do PSD, aliada aos votos contra do PS, resultou no chumbo do documento.
Mariana Mortágua fez duras críticas ao grupo parlamentar do PSD, acusando os deputados daquela bancada de darem “o dito por não dito” e por fazerem “pouco de todos os portugueses com esta mudança de posição”.

A deputada recordou que durante as votações do Orçamento do Estado, o PSD votou a favor desta mesma alteração ao documento “consciente do que estava a fazer, e hoje absteve-se”.

A dirigente bloquista trouxe ao debate parlamentar declarações proferidas por Rui Rio, líder do PSD, na altura da votação da proposta do Bloco sobre o Fundo de Resolução e que consta no Orçamento do Estado. Na altura Rui Rio afirmava que “para aprovar 400 e tal milhões têm de vir aqui para um retificativo”. Por estas razões, invocadas pela deputada, o PSD não pode agora dizer que “não sabia o que estava em causa”.

Deixe o seu comentário

Skip to content