Em comunicado, a distrital do Bloco de Esquerda de Vila Real alerta para os ataques sucessivos ao Alto Douro Vinhateiro, apesar da existência do Plano Integrado do Alto Douro Vinhateiro (PIOT-ADV).

Foram muitas as “escolhas péssimas e destrutivas têm sido tomadas”,  como a “construção da Barragem de Foz-Tua, com um paredão com cerca de 120 m de altura, a escassa distância do Douro” ou “ a construção da linha de alta tensão desta barragem[Foz-Tua] ao longo do Douro”.

Outro exemplo apontado é o da intenção anunciada pelo presidente da Câmara Municipal de Vila Real, Rui Santos, em retirar o Município da zona especial de proteção do ATV, de forma a facilitar a construção.

Mais recente é o exemplo da intenção da construção de um hotel na Rede, concelho de Mesão Frio, que dizem ser de “elevada volumetria”, o que representa o “início da construção em altura ao longo do Douro, contribuindo para a sua descaracterização e perda da sua identidade em termos de património natural e humano, construído, ao longo de séculos, por mulheres e homens que a transformaram e a mantêm”.

Também abordado foi a “pouca atenção têm dado a terraços e patamares, fazendo uma substituição por vinhas ao alto que favorecem os processos erosivos e destroem a paisagem rural”, por parte de grandes proprietários, assim como o aumento do tráfego fluvial que não tem deixado mais valias às populações, apenas a poluição.

O Bloco de Esquerda “tem tomado posição em relação a todas estas questões, tanto a nível local como a nível nacional” e “mostra a sua solidariedade para com as populações e será força ativa e presente na defesa destes territórios”.

Autarca de Mesão Frio contesta que hotel no Douro possa ser chumbado por colocar em causa Património Mundial

Deixe o seu comentário

Skip to content