A deputada do Bloco, Isabel Pires, acompanhada de uma delegação conjunta das distritais de Viseu, Vila Real, Guarda e Bragança do partido, exigiu esta sexta-feira, numa viagem de comboio entre a Régua e o Pocinho, que os planos para a modernização da linha do Douro saiam “da gaveta de uma vez por todas”.

“Os planos para esta linha já existem há muito tempo e é bom que saiam da gaveta de uma vez por todas, para que se possa finalizar a eletrificação da linha, se possa renovar a frota e ter horários condizentes com o turismo e com a população, que precisa de utilizar este comboio”, defendeu à Agência Lusa.

A coordenadora do grupo parlamentar do BE da Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, Isabel Pires, juntamente com uma delegação conjunta das Comissões Coordenadoras Distritais de Bragança, Guarda, Vila Real e Viseu do partido, percorreram hoje, de ida e volta, a ligação entre a estação do Peso da Régua, no distrito de Vila Real, e o Pocinho, no distrito da Guarda, passando a mesma pelos distritos de Viseu e Bragança.

Isabel Pires lembrou que esta reivindicação é um “projeto bastante antigo do BE”, tendo o Bloco apresentado um plano nacional ferroviário, realçando que “deve existir uma rede nacional que ligue todo o país”.

“Temos problemas óbvios e o interior é exemplificativo disso, pois grande parte das capitais de distrito não têm qualquer ligação ferroviária”, apontou à Lusa

Durante a viagem, a deputada do BE identificou “vários problemas” como “carruagens muito antigas, uma linha a precisar de requalificação e que já deveria ter sido eletrificada e ainda não foi”.

“Temos uma aposta no turismo nesta linha específica que tem deixado as populações que necessitam de fazer esta viagem com muitas poucas condições para o fazer. No inverno existem problemas de carruagens extremamente frias e no verão extremamente quentes”, sublinhou, referindo-se ainda à “falta de condições para os próprios trabalhadores”.

Isabel Pires acrescentou também que com o regresso do trabalho parlamentar será objetivo do BE “voltar a alertar para estas situações” e ainda “propor medidas concretas, nomeadamente para o interior e para esta linha específica”.

A ligação ferroviária entre Portugal e Espanha é ainda outra das “preocupações” considerada “absolutamente essencial para o interior” do ponto de vista económico.

Ver também:

Deixe o seu comentário

Skip to content