População de Vinhais entre públicos e privados que garantam transportes na região

Link original: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1640684482838477&set=bc.Abp6SXDw1ecI92Gj0Qts2VWd_SAoCMJDcZ6lLbhGJNPvwWuK9UrXWfAGNN6GjSIhptnwxQ-v5tVRLh-GbdQua8aU1Wa0F0t48jxQtB99waYARKWS7fpjRH2OtgaxE3iXiTkKqiuJ_gwC3DvhmLJoNW9DmvpQOSNaVGw1rRpJe-290g&type=1&opaqueCursor=Abo0kPKaBZGXTPgGMhy9XBJqAbrQSNHCSxwmep_70Vgxn-RZdraJbZpJjH0HDVWf_Zgbg_luwT9P4pjqN5zpYFX2CNcdtjWjWbSAY9iT4ijH-4-Emby_lN-0STM1h6rtngDaFiuJ6O5FIA4JnDgP1jblHYMxWl953DuGcsgAp2vwhZQSJWwjpKmVyoxKdupiz_MmWqJelIbkeD7wZwcjTpDP8JTmVpbKYWP7lMcJTw5UeN-cnJmSfLiikBKhrUGXeBpKrdpKsnsuAknySBaG6I5j68kijUQ0YAxaa0G68k4Jvw7F4DTtn–DTmdOzJdEcuthvoGKOqqi92M1uLhEMwYSoX9x_Nzc1–PJcuGz32Roqq4aXQy5eQYmufNBz5RdC7BWXAE9yVk1lYon11Npk8hknQirq0DR1v6sWi6VlNo42f2-qR6fao-YVig2TkvOqN24FPHAD7sLLGLEvS0YhHyTdVlkp1-QM54ZCsrsXKqN9VtnfzxZWfRn7a7qZ1IjX2xf3rg5zhixbwUFCk6MvKq&theater
Foto por Pedro Miguel | Facebook
A supressão do serviço de expresso entre Vinhais e Porto fez notícia a passada semana em vários orgãos de comunicação social.

Em declarações ao Interior do Avesso o Dr. Miguel Nogueira, responsável da empresa Auto Viação do Tâmega, informou que, apesar dessa intenção, neste momento está a decorrer um teste a pedido da Câmara Municipal de Vinhais para aferir o real número de passageiros a usar essa ligação. Assim, durante os meses de julho e agosto existe uma ligação de Vinhais para Mirandela de manhã, pelas 6h50, e uma no sentido inverso ao fim da tarde, pelas 18h30.

A 1 de julho deste ano a Auto Viação do Tâmega concessionou o serviço da Rede Expressos, mas, segundo Miguel Nogueira, “no momento que entrámos na Rede de Expressos a Rede de Expressos não tinha interesse em entrar no serviço de expressos local, e óbvio que nós tivemos que integrar e seguir as regras da Rede de Expressos”. O responsável da empresa diz que têm de fazer uma gestão com uma ótica financeira, admitindo que a linha em questão não era do interesse da empresa, uma vez que “já sabíamos o movimento que tinha”, mas entende as questões sociais e políticas que surgem por parte da Câmara Municipal de Vinhais e da CIM Terras de Trás-os-Montes.

Apesar das declarações do Sr. Presidente da autarquia de Vinhais à Rádio Brigantia, em que lamenta a situação mas afirma que “é uma situação que nós município não podemos fazer nada”, está a ser estudada e debatida uma solução entre a Câmara Municipal de Vinhais, a CIM Terras de Trás-os-Montes e a empresa Auto Viação do Tâmega.

Independentemente dos resultados deste dois meses de “estudo”, julho e agosto, meses pouco representativos das necessidades das populações, o Dr. Miguel Nogueira avança que será necessário um reforço do serviço a partir de setembro que sirva tanto os estudantes como a população local. Porém, sendo a Auto Viação do Tâmega uma empresa privada, esse reforço terá de surgir de um compromisso político e de investimento público por parte da autarquia ou da CIM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Related Posts
Skip to content