Centro Hospitalar Tondela-Viseu | Foto por Tondela Blog | Facebook

O Bastonário da Ordem dos Médicos anunciou que vai apresentar a questão da falta de condições do Departamento de Psiquiatria do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) à ministra da Saúde. Mas em Janeiro o Bloco de Esquerda já alertou para o mesmo problema, tendo mesmo feito uma pergunta ao Governo.

Segundo artigo do Jornal de Notícias, “há ratos e serpentes na Psiquiatria do Hospital de Viseu”, a funcionar em Abraveses, e o Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, vai apresentar o problema à ministra da Saúde.

Segundo a mesma notícia, a denúncia surge por parte do diretor Jorge Humberto, no seguimento da visita pelo Bastonário. No local, próximo de uma zona florestal, já terão aparecido ratos no arquivo, mas também répteis, nomeadamente serpentes registadas fotograficamente.

No entanto, o Governo, através do Ministério da Saúde, até já tomou conhecimento da falta de condições do Departamento de Psiquiatria do CHTV através de uma pergunta do Bloco de Esquerda feita em janeiro deste ano, exigindo um Serviço de Psiquiatria de qualidade em Viseu.

Em janeiro, a Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda recebeu e denunciou algumas informações relativas ao funcionamento deste Departamento do CHTV. Alguns já então relatados foram “o aparecimento de pragas (ratos, baratas e formigas)”.

As “pragas” são apenas um dos problemas do edifício, com mais de 70 anos, que já funcionou como sanatório e que se encontra em mau estado e afastado de todos os outros serviços. 

Outros problemas detetados são a falta de privacidade dos quartos e das instalações sanitárias, onde até existe dificuldade em garantir água quente para todos os utentes em simultâneo. “Tomam banho por turnos”, explicou o diretor ao JN.

As intervenções efetuadas no edifício apenas têm sido focadas em remediar pequenas situações pontuais, além disso, conforme denunciou em janeiro o Bloco de Viseu, “o edifício concentra todo o tipo de equipamentos e/ou materiais fora de serviço, que sendo aqui depositados, contribuem para o aparecimento de pragas”.

O Bloco tem reivindicado a urgência do investimento na nova ala de Psiquiatria, já que “tem sido uma promessa constante ao longo dos anos”. Sobre as denúncias, em Janeiro, segundo o Jornal do Centro, o conselho de administração do CHTV disse que iria responder ao Ministério da Saúde. Em outubro continua a não existir resposta ao problema.

Deixe o seu comentário

Skip to content