Em Viseu e na região envolvente muito se divulga e festeja o Vinho do Dão, porém, pouco se fala do seu esteio, a coluna vertebral da sua natureza, fonte de vida e da identidade de um território no coração de Portugal: o Rio Dão!
Talvez seja porque o Rio Dão, contrariamente a outros rios, maiores ou menores, não atravessa qualquer cidade ou vila. Mas o Rio Dão é muito significativo também para o Homem. O Rio Dão abastece mais de 100 mil pessoas da cidade de Viseu e de outros concelhos da região de Dão-Lafões.

70% do corpo humano é água, os que habitamos a região somos feitos do Rio Dão!

O Rio Dão para além do muito que dá, está sob várias ameaças; a destruição da suas luxuriantes galerias ripícolas, a perda de biodiversidade, os focos pontuais e difusos de poluição, as secas (que se agravarão com as Alterações Climáticas), a silvicultura intensiva e outras ocupações indevidas de solos nas suas margens ou os incêndios florestais na sua bacia hidrográfica.
Atentos a estas ameaças, à qualidade da água e à poluição do Rio Dão, com a sua hidrologia e as carências de água que se viveram em 2017, um Coletivo heterogéneo – uma empresária de um empreendimento turístico autossustentável, um ativista ambiental e um “professor de água” – decidiram organizar um Fórum aberto para discutir o Rio, o Rio Dão.

Serão abordadas temáticas como: a água e a sua natureza com muita biodiversidade; a poluição e os usos do solo da sua bacia; as infraestruturas hidráulicas, as pontes e outras obras; o rico património histórico adjacente e que dele emerge; as atividades económicas envolventes e dependentes do Rio.

No final, será perspetivada uma “ponte” para o Futuro, mitigando as Ameaças e potencializando as Oportunidades que o Rio dá. Mas sempre um futuro sustentável, salvaguardando a Natureza em equilíbrio com o Homem!
Para além dos organizadores, de um historiador, de um cientista, de um empresário e de um político, todos estão convocados a apresentar intervenções livres sobre o Rio Dão.
O evento, que descontraidamente decorrerá a 6 de julho, no Centro Histórico de Viseu, para além do tempero do Vinho do Dão, será “salpicado” por música e poesia ao vivo dedicadas ao Rio Dão.
Estão todos convidados!

Freya van Dien
Diego Garcia
Pedro Baila Antunes

(mais informações no Evento)

Deixe o seu comentário

Skip to content