Foto por Interior do Avesso

António de Oliveira Salazar ainda dá, segundo a agência Lusa, o nome a 15 ruas do país, pelo menos, até fevereiro de 2020, altura em que o Bloco de Esquerda pretende levar a discussão na Assembleia Municipal de Vila Flor a alteração da toponímia com o nome do ditador.

A ditadura do Estado Novo teve o seu fim há mais de 40 anos. No entanto, continuam a existir inúmeras ruas pelo país com nomes de figuras do Estado Novo. Uma destas ruas, com o nome de “Dr. Oliveira Salazar”, está situada no nordeste transmontano, mais precisamente no concelho de Vila Flor. Na última Assembleia Municipal, foi expressa, por parte do Bloco de Esquerda, a vontade de propor, na próxima sessão plenária, que se realizará em fevereiro, a alteração do nome da rua.

Jóni Ledo, deputado municipal pelo Bloco de Esquerda, considera que Vila Flor tem muitas coisas que devem ser valorizadas, mas ser um dos concelhos a ter o nome da figura mais destacada de um regime autoritário, opressivo, de extrema-direita numa das suas ruas não é uma delas.

“É certo, e também triste, que em Vila Flor existem outras ruas, nomeadamente uma Avenida, com o nome de figuras da ditadura, mas, neste caso, a rua nem sequer é reconhecida como tal. Esta é a rua dos Bombeiros de Vila Flor. Reconhecida, assim, por toda a população, esta mudança depende, apenas, de uma alteração no papel, pois, para os vilaflorenses, já assim é”.

Indica ainda, o deputado, que esta é uma forma de honrar o trabalho que os Bombeiros Voluntários prestam à população, ao mesmo tempo que se traz verdade ao nome da rua. Reconhece que apenas compete à Câmara Municipal a alteração toponímica, mas que compete à assembleia recomendar à Câmara Municipal a sua vontade.

Deixe o seu comentário

Skip to content