Foto por ensiguarda.pt

Conscientes de que, em muitos casos, as entidades empregadoras não asseguram as ferramentas adequadas de formação, o SNPC – Sindicato Nacional da Proteção Civil desenvolveu parceria com a Ensiguarda – Escola  Profissional da Guarda.

Esta parceria de cooperação vem no seguimento de “uma aposta muito forte na Formação Profissional dos trabalhadores”, por parte do SNPC. Estando mesmo “de momento a decorrer em alguns pontos do País, formação adequada às funções desses trabalhadores”, explica o sindicato em nota de imprensa. 

O SNPC destaca que as entidades empregadores têm como obrigação fornecer as ferramentas necessárias aos seus trabalhadores, mas como muitas vezes não o fazem, o sindicato “vai continuar a disponibilizar estas ferramentas, sem se querer substituir a ninguém”.

“Não queremos substituir a obrigatoriedade das Entidades Patronais na formação, mas temos consciência, que em muitos casos, essas Entidades não fornecem aos trabalhadores as ferramentas necessárias para formar mais e melhores profissionais”, sublinham.

A Ensiguarda – Escola  Profissional da Guarda é, segundo o SNPC, “uma Instituição que se apresenta, hoje, sob o  lema ‘Temos Projeto, Somos Futuro!’, num claro reconhecimento da  importância de um sólido projeto de formação científica, social e humana, de olhos postos no futuro”. 

É numa “perspetiva de um melhor futuro coletivo” que o sindicato assegura que as ações que faz são para melhorar as condições de trabalho e os salários de associados e trabalhadores. “Reconhecemos a importância do know-how adquirido, em tempos cada vez mais competitivos e só assim é possível integrar de forma exímia, o mundo do trabalho, garantindo o crescimento dos trabalhadores e o desenvolvimento da nossa complexa sociedade.”

 

Catarina Martins esteve esta manhã num plenário de Trabalhadores da Conservação da Natureza e das Florestas

Sindicato defende que apostar na floresta é também apostar nos seus trabalhadores

Deixe o seu comentário

Skip to content