Foto de Modesto del Río | Flickr

A Direcção Regional do Centro dos trabalhadores do sector da hotelaria, restaurantes e similares exige, em comunicado, um prémio mensal de 25% para os trabalhadores das cantinas dos hospitais, cuja intervenção não tem sido devidamente valorizada nestes tempos de pandemia. 

Segundo a Rádio Cova da Beira, o sindicato, em comunicado, afirma que “estes trabalhadores que correm riscos semelhantes aos profissionais de saúde e auxiliares de acção médica, estão emocionalmente e fisicamente debilitados, sendo que muitos deles trabalham 12 horas diárias, com ritmos intensos de trabalho, que colocam em causa, de forma grave, a sua segurança e saúde”. 

O sindicato refere ainda que “estes trabalhadores não têm tido a mesma protecção individual, são vítimas da Covid-19 havendo cantinas onde há mais de uma dezena de trabalhadores infectados e os testes de despistagem, que insistentemente reclamam, infelizmente chegaram a muito poucos trabalhadores”.

Com isto tudo, a Direcção Regional do Centro deste sindicato reivindica um prémio mensal de 25% para  “que compense estes trabalhadores pelo esforço, empenhamento e dedicação que têm tido no desempenho da sua actividade profissional”. Também reivindicam que estes profissionais sejam considerados como trabalhadores de risco e que lhes seja dada a prioridade para a realização de testes da Covid-19

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content