O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vai enviar três requerimentos (Câmara Municipal do Fundão, DGEG e CCDR-C) a solicitar o estudo de ruído ambiente na envolvente da Central de Biomassa do Fundão. As queixas dos moradores têm sido constantes.

Nos documentos pode ler-se que “a localização da nova central termoelétrica a biomassa florestal, a menos de 500 metros de habitações, tem dado origem a denúncias dos moradores que se queixam do ruído excessivo e da má qualidade do ar quando a central está em laboração. Com efeito, no ofício n.º 133, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática confirmou que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C) recebeu denúncias de residentes na envolvente da central sobre ruído excessivo e emissões atmosféricas”. 

Após as denúncias dos moradores, o Bloco refere nos requerimentos que “a CCDR-C realizou uma ação inspetiva em 1 de agosto de 2019. Foi confirmado o ruído superior ao normal provocado pela central, não tendo, contudo, sido registadas emissões atmosféricas aquando da inspeção. No âmbito do ruído, o Ministério informa no seu ofício que a Câmara Municipal do Fundão havia adjudicado a realização de um estudo de ruído ambiente na envolvente das instalações da central termoelétrica e que o estudo estaria concluído em fevereiro de 2020. O Ministério informa ainda que foi solicitado à CCDR-C a análise e avaliação do referido estudo de forma a determinar a necessidade de eventuais medidas a impor à central termoelétrica”.

Vídeo denúncia moradores da Central de Biomassa do Fundão

(Escrito por DG)

One Comment

Deixe o seu comentário

Skip to content