Foto de Federação Nacional de Educação | Facebook

De forma a apoiar os profissionais de saúde que estão na linha da frente da prevenção e combate à Covid-19, a Federação Nacional da Educação (FNE) vão doar cerca de 5000 viseiras de proteção individual a centros de saúde, bombeiros, entre outras entidades, de norte a sul do país.

Em comunicado, a FNE refere que “a cadeia de solidariedade está a construir-se no nosso dia-a-dia, onde todos dependemos de todos, com a FNE e os seus sindicatos a contribuírem desta forma para transmitirem uma imagem de otimismo e crença na ultrapassagem desta situação”.

Informam que “esta é uma forma que a FNE e os seus sindicatos membros escolheram para reforçar a sua palavra de alento e de obrigado para todos os profissionais da área da saúde desde médicos, enfermeiros, farmacêuticos, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, bombeiros, assistentes técnicos e assistentes operacionais que lutam todos os dias debaixo de uma pressão que nunca julgámos vir a viver nos tempos modernos”.

Terminam a nota afirmando que “para completar o sucesso do trabalho desses profissionais, continua a ser imprescindível que prossiga o trabalho dos Educadores e Professores e dos outros Trabalhadores que asseguram serviços essenciais e o funcionamento da economia no que é indispensável para a nossa vida de todos dias”. 

O SPZC (Sindicato dos Professores da Zona Centro) vai doar 1500 viseiras de proteção.

Segundo o SPZC, esta decisão “visa apoiar os profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à Covid-19 e serão entregues esta semana aos vários hospitais da zona centro do país”. 

Os hospitais que vão receber esta doação dos associados do SPZC são: o Hospital de Castelo Branco em Castelo Branco, a Unidade Local de Saúde da Guarda, na Guarda. Para o Hospital de Viseu foram doadas 300 viseiras.

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content