Bloco de Esquerda lançou hoje uma plataforma para a recepção de denúncias, de casos de abuso, de despedimentos arbitrários e outras situações de ataque aos direitos laborais. Chama-se despedimentos.pt e tem como objetivo mapear a irresponsabilidade social de quem despede em plena pandemia.

Segundo declarações do deputado e dirigente nacional Jorge Costa, a plataforma destina-se a “todos os casos de irresponsabilidade social das empresas que deixam as pessoas, que já são vulneráveis por serem precárias, em situação de ainda maior vulnerabilidade no quadro de uma pandemia”.

A medida faz parte do conjunto de alterações de métodos de trabalho por causa da pandemia covid-19, mas que não vai diminuir a intensidade com que o Bloco de Esquerda faz oposição.

Jorge Costa referiu que “o Bloco continua a exercer as suas funções enquanto partido de oposição e continuará a fazer as propostas que acha que são as melhores para que esta crise sanitária – na qual acompanhamos o esforço que está a ser feito pelas autoridades para conter o vírus – não derive numa situação de regresso de uma nova crise social”. 

A plataforma já conta algumas referências de atropelos aos direitos laborais como por exemplo: A imposição de férias do Grupo Transdev, o desrespeito do call center da EDP em Seia por não implementar medidas de proteção individual de saúde e o cancelamento de formações do IEFP que deixa milhares de formadores em suspenso

Ver também:

Os exemplos de Selvajaria no mundo do trabalho

Covid-19: Que direitos e que proteção para quem trabalha?

 

(Escrito por DG)

.

Deixe o seu comentário

Skip to content