Município de Carregal do Sal anuncia que viu aprovada a candidatura com um valor superior a 1 milhão de euros para a musealização da Casa do Passal, onde viveu Aristides de Sousa Mendes.

O município informa que a primeira fase apenas previa a requalificação do imóvel, sendo este anúncio o culminar de um processo que dizem “ longo e moroso” para que a musealização fosse integrada nesta fase. Este inclusão aconteceu“ há cerca de dois anos, traduziu-se numa árdua tarefa de adaptação/expansão da abrangência da candidatura que foi instruída em 28 de junho de 2019”, diz o município em nota no seu site.

A demora no processo é justificado com “vicissitudes de vária ordem e a limitação dos serviços decorrentes da pandemia” e garantem que houve um “verdadeiro empenho e imenso trabalho, de forma abnegada” que decorreu paralelamente à realização do protocolo “que garante a gestão e funcionamento da Casa do Passal, assinado em 17 de dezembro de 2020, com a presença da Senhora Ministra da Cultura, Graça Fonseca”.

O projeto prevê um investimento total de 1.232.247, 56 €, com uma comparticipação FEDER de 85% de 1.047.410, 42 €. Cerca de 15% é garantido pela Câmara Municipal de Carregal do Sal.

Na última sessão da Assembleia Municipal de Carregal do Sal, dia 19 de fevereiro, questionado pelo deputado municipal do Bloco de Esquerda, Diego Garcia, sobre as obras na Casa do Passal, em Cabanas de Viriato, o presidente da autarquia referiu que o arrastar do processo é “bastante triste”.

One Comment

Deixe o seu comentário

Skip to content