Poluição na barragem das Caínhas continua envolta em polémica

Depois do foco de poluição que aconteceu no rio Alfusqueiro, na barragem das Caínhas, e levou à morte de várias dezenas de peixes. Também denunciado pela Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda e que foi confirmado pelas autoridades competentes. Agora, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Frades afirma que “as autoridades vão ter de provar que a ETA provocou” esse foco de poluição. 

De acordo com o Jornal do Centro, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Frades, Paulo Ferreira, referiu na última reunião pública do executivo municipal que a GNR e a APA vão ter que provar que o foco de poluição que aconteceu em junho na barragem das Caínhas, no rio Alfusqueiro, foi provocado pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do concelho.

O autarca ainda revelou que a autarquia vai realizar um estudo próprio para esclarecer quais foram as causas do foco de poluição. Paulo Ferreira deixou críticas à atuação da GNR e da APA, já que “há aqui muito agentes que não sabem o que é colocar em alvoroço o bem-estar da saúde pública, mas como não temos ainda dados concretos, e estou muito ansioso para que os tenha, não vamos estar a dizer isso”.

Lembramos que o foco de poluição em questão afetou a barragem das Caínhas, no rio Alfusqueiro, e levou à morte de dezenas de peixes foi confirmado pelas autoridades competentes, nomeadamente a GNR e a APA que apontaram a origem na ETA do concelho de Oliveira de Frades. 

Esta situação foi denunciada também pela Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda que referiu “poluir os nossos cursos e reservas de água é poluir todo um ecossistema e atentar contra a saúde pública. Rejeitamos que qualquer interesse se sobreponha ao equilíbrio ecológico, à saúde ambiental e à qualidade de vida das populações”, apelando também “à intervenção de todas as autoridades no sentido de encontrar os responsáveis destas descargas, de forma a que não se repitam novamente.”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Bloco quer que residências anunciadas em Viseu estejam disponíveis para todas as pessoas

A concelhia de Viseu do Bloco deseja que as residências no centro histórico recentemente anunciadas, iniciativa que parabenizam, sejam geridas em parceria com a Ação Social do Instituto Politécnico de Viseu", porque dizem, "só com esta articulação poderemos garantir que todas as pessoas têm acesso ao ensino, evitando que estas residências sejam mais um fator de exclusão, por só serem acessíveis a quem já tem capacidade económica para suportar o pagamento da renda mensal".
Skip to content