O projeto de resolução do Bloco de Esquerda que recomenda ao Governo a criação de um apoio urgente aos produtores afetados por eventos meteorológicos extremos foi aprovado em reunião plenária com abstenção do PS e PSD e voto favorável dos restantes.

O Bloco propõe no projeto de resolução aprovado que se realize, com caráter de urgência, um levantamento dos estragos e prejuízos provocados no setor agrícola por eventos meteorológicos extremos ocorridos em abril e maio nas regiões Norte e Centro do país. Bem como que se garantam rapidamente medidas aos produtores destas regiões cujas culturas foram afetadas.

O documento propõe ainda que no próximo Plano Estratégico da Política Agrícola Comum e na respetiva dotação financeira do Quadro Financeiro Plurianual da União Europeia para o período 2021-2027, o Governo proponha “sistemas de produção agrícola diversificados e mais resilientes a eventos meteorológicos extremos, com prática de rotações e consociações, em detrimento de modelos de produção baseados na monocultura e com elevado consumo de fatores de produção”.

A crise climática que vivemos agrava a frequência e intensidade de eventos meteorológicos extremos como os sentidos nesta primavera, aos quais o território português é particularmente suscetível. Assim, para o Bloco de Esquerda, o país deve adotar “medidas de adaptação às alterações climáticas”, como resposta ao aumento da imprevisibilidade meteorológica para a atividade agrícola que se prevê durante as próximas décadas.

 

Ver também:

Ricardo Vicente visita áreas agrícolas afetadas pelo mau tempo na região do Távora-Varosa

Ricardo Vicente visita áreas agrícolas afetadas pelo mau tempo no distrito de Castelo Branco

Ricardo Vicente visita áreas agrícolas afetadas pelo mau tempo na região do Távora-Varosa

Bloco quer respostas aos agricultores afetados por eventos meteorológicos extremos

Condições meteorológicas adversas deste domingo destruíram produção agrícola na Cova da Beira, Armamar e Tarouca

Deixe o seu comentário

Skip to content