Foto por Caminheiros da Gardunha | Facebook

Os Caminheiros da Gardunha realizaram ontem, 15 de Maio, no sítio do Barquinho, Ponte Nova, em Souto da Casa (Fundão), a sexta edição da Gardunha Sem Lixo.

Estas iniciativas, já na sexta edição, têm por objetivos unir os esforços de ações de voluntariado, promover a limpeza do lixo no território da Gardunha e, em simultâneo, sensibilizar a comunidade para as consequências do depósito ilegal de lixo. 

“É, também, uma forma de alertar as entidades com responsabilidades nestas áreas de intervenção, para a necessidade de uma maior atenção e fiscalização”, refere a organização.

Devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, em 2020 as atividades desenrolaram-se num modelo diferente, que se mantém este ano em paralelo com a ação promovida ontem:

“Desafiamos todos os cidadãos a munirem-se de um saco nos seus passeios pela natureza, enchendo-o com o lixo que forem recolhendo pelo caminho. Depois, para inspirar mais pessoas a juntarem-se a esta causa, os participantes deverão tirar uma fotografia com o lixo recolhido e partilhá-la no Facebook, no seu mural e na página dos Caminheiros da Gardunha com a hashtag #GardunhaSemLixo. Caso não possuam conta nesta rede social, poderão enviar as respetivas fotografias para o e-mail da associação cujo endereço é caminheirosdagardunha@gmail.com.”

A organização recorda ainda que a iniciativa Gardunha Sem Lixo “já contribuiu para retirar várias toneladas de lixo da Serra da Gardunha em zonas tão diversas como a Portela, o Parque do Convento e o Cabeço de São Macário.”

As iniciativas no Parque do Convento e no Cabeço de São Macário “foram brindadas com a descoberta de artefactos arqueológicos que imediatamente foram entregues ao Município para usufruto da comunidade.”

 

Caminheiros da Gardunha denunciam obras que põem em causa o Castro de São Brás

“Nós não temos propriamente uma floresta, temos uma exploração intensiva e desordenada monocultural”

Deixe o seu comentário

Skip to content