Rio Tejo está verde na fronteira com Espanha devido à falta de água

Eutrofização do Tejo

A coloração verde do rio na zona da barragem de Cedillo é provocada por um bloom de algas que ocorre devido à escassez sentida há mais de um mês.

Segundo notícia da TSF, a informação é avançada pela APA em comunicado, que detalha que a água “apresenta uma coloração verde devido ao aparecimento de um bloom de algas (de cianobactérias)”.

A cianobactérias são algas microscópicas provocadas pela “elevada concentração de nutrientes na albufeira, nomeadamente fósforo, condições de temperatura e luminosidade elevadas”, bem como pelos reduzidos caudais que têm sido frequentes.

A APA diz ainda que está a monitorizar a qualidade da água, em conjunto com as autoridades espanholas, tendo como objetivo diminuir estas ocorrências.

Paulo Constantino, fundador do ProTEJO – Movimento pelo Tejo, afirmou à TSF o bloom de algas é, na prática, sinal da eutrofização do Tejo, com a acumulação de nutrientes nos fundos das albufeiras espanholas com origem em fertilizantes e águas residuais não tratadas que chegaram ao rio.

“Aquilo que está a causar este manto de algas na barragem em Cedillo não é novo e já aconteceu em 2009, 2017, 2019 e agora em 2021”, lembrou ainda Paulo Constantino, sublinhando que este fenómeno se agravou este ano pelo esvaziamento de duas barragens espanholas para aproveitar os elevados preços da eletricidade no mercado, algo que estará a ser investigado pelo Governo de Madrid.

 

proTEJO partilha carta aberta ao Ministro do Ambiente “pela despoluição do afluentes do rio Tejo”

Ministério do Ambiente questionado sobre a redução dos caudais do rio Tejo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados
Skip to content