A apresentação do Cabeça de Lista à Câmara Municipal do Carregal do Sal, Hermínio Marques, foi esta tarde. Contou com a presença da Coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, e do Deputado Municipal, Diego Garcia.

“Mudámos o paradigma concelhio”

A apresentação começou com a intervenção de Diego Garcia, que encabeçou uma das listas mais jovens do país nas autárquicas de 2017, com uma média de 25 anos de idade. “É neste ponto que começámos a fazer a diferença no concelho, trouxemos os jovens de Carregal do Sal para a política e mudámos o paradigma concelhio”, considerou.

“Durante estes quatro anos o Bloco esteve presente na Assembleia Municipal, mas também nas ruas. Mesmo estando em órgãos autárquicos, nunca deixámos de estar ao lados das pessoas”, acrescentou o autarca, enumerando diversos exemplos das iniciativas promovidas e das lutas que o Bloco acompanhou, ao lado da população.

“Na Assembleia Municipal fomos a verdadeira oposição: ativa, colaborativa, integradora, democrática, respeitosa”, destacou ainda, rematando que este ano “candidatamo-nos não para ter uma voz, mas para ter várias!”

“Temos que fazer alguma coisa por este concelho!”

Seguiu-se o discurso sentido de Hermínio Marques, “eu amo mesmo o concelho de Carregal do Sal e esse foi um dos motivos que me levou a dizer, quando fui convidado, nós temos que fazer alguma coisa por este concelho!”

O candidato à Câmara Municipal carregalense, abriu os olhos, cresceu e vive  no concelho, onde é professor de matemática e foi diretor do Agrupamento de Escolas durante dez anos. Percurso que lhe permite conhecer profundamente o concelho, as suas freguesias e lugares.

Hermínio explicou como a sua experiência como professor e diretor lhe permitiu conhecer a situação socioeconómica do município, pois as escolas funcionam como uma “montra do concelho”, na medida em que os jovens “transmitem na escola o que se passa nas suas vidas”.

“Queremos cidadãs e cidadãos livres, solidários, com uma vida digna em toda a sua plenitude, a habitação, os transportes, a saúde, a sustentabilidade”, avançou o candidato, frisando que “as pessoas não são números, não é uma folha de excel que mata a fome a ninguém”.

Hermínio Marques concluiu confessando-se “farto do centrão político” de Carregal do Sal e dizendo que “na história do concelho estes autarcas vão ser uma nota de rodapé, nós queremos, Bloco de Esquerda, ser um capítulo inteiro!”

“E com muita confiança que o Bloco de Esquerda apresenta esta candidatura”

Catarina Martins lembrou o percurso de há quatro anos, revelando que gosta particularmente de estar na apresentação da candidatura de Carregal “pelo caminho feito […] foi importante fazer esse caminho, que resulta agora na candidatura não só à Assembleia, como à Câmara”.

Lembrou como em 2017 “parecia tudo tão difícil e a verdade é que o caminho se fez porque houve determinação, porque houve força, porque há quem não desista, porque há quem queira ter futuro na sua terra”.

A coordenadora do Bloco de Esquerda salientou a importância de candidaturas capazes de olhar para o território para os concelhos de uma nova forma, com uma nova responsabilidade. “Hoje aqui estamos, a apresentar uma candidatura à Câmara Municipal que nos orgulha tanto. É possível fazer diferente, é possível ter mais força, é possível não desistirmos de lutar por uma perspetiva de futuro e é com muita confiança que o Bloco de Esquerda apresenta esta candidatura”. 

2 Comments

Deixe o seu comentário

Skip to content