Decorreu ontem no auditório da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais uma reunião conjunta para debater a Estrada Nacional 238 e encontrar soluções de futuro. Na reunião, promovida pelo Bloco de Esquerda, estiveram representados a Câmara Municipal da Sertã, Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere e a União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais (UFCBNP). Apesar de convidados, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e a Infraestruturas de Portugal não compareceram.

Foto de Diego Garcia

A degradação e falta de segurança da EN238 tem vindo a tomar proporções preocupantes, já que se fala de uma requalificação estrutural desde 2008, mas até hoje só houve reparações para resolução de problemas pontuais. Após a última visita da deputada à EN238, o Bloco de Esquerda sentiu a urgência de convocar várias entidades para promover um debate alargado sobre o assunto.

Para Fabíola Cardoso, deputada parlamentar do Bloco de Esquerda, “é necessária uma intervenção imediata para assegurar as zonas em que há maior risco.” A deputada sublinha que “é de lembrar que há jovens que todos os dias fazem este percurso, para ir e vir da escola, e é inimaginável pensar que pode acontecer um acidente e podem haver vítimas”. “Esta é uma prioridade para a segurança das pessoas e para o desenvolvimento de toda a região” afirmou a deputada.

Foto de Diego Garcia

Os problemas da EN238 estendem-se de Tomar até ao Fundão, o que tornou possível a elaboração de um documento conjunto, assinado por todos os presentes, que ficou intitulado de Declaração de Cernache do Bonjardim-EN238, e em que se defende dois níveis de intervenções urgentes, “uma mais imediata de contenção e estabilização de taludes, nas zonas em que o risco de desabamentos é maior e outra onde se requalifique estruturalmente a via alterando curvas e criando a segurança necessária para os utentes”. Para Fabíola Cardoso, este documento é um compromisso destas várias entidades, que “pretende ser um alerta para os decisores políticos da necessidade de intervir e resolver este problema que se arrasta há tantos anos, e que põe em risco a vida inclusivamente de crianças que diariamente utilizam esta estrada”.

Na reunião, a autarquia de Ferreira do Zêzere esteve representada pelo vice-presidente Paulo Neves, a da Sertã pelo adjunto do presidente da câmara, António José Simões, e a UFCBNP pela presidente Filomena Bernardo. Também a população de Cernache do Bonjardim esteve presente, propondo uma nova recolha de assinaturas para apresentação à Assembleia da República.

Para Filomena Bernardo, o balanço da reunião foi muito positivo, referindo que “em todas as pessoas presentes foi notório que estão empenhadas, independentemente da cor partidária, concelho ou freguesia, em que este problema se resolva. Os que não estiveram presentes, sou livre de pensar que não estão interessados”.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content