Covilhã: Vigília pelo povo da Ucrânia na UBI

Estudantes, professores e funcionários juntaram-se na passada quarta-feira, dia 2, num dos pontos principais da universidade para um momento de solidariedade.

Já se somam mais de 7 dias de guerra na Ucrânia, o número de refugiados ultrapassa 1 milhão e a as demonstrações de solidariedade com os ucranianos continuam também a aumentar.

Desta vez foi a comunidade académica da Universidade da Beira Interior, na Covilhã que mobilizou uma vigília na parada do polo principal da universidade (Faculdade de Artes e Letras).

Estudantes, professores e funcionários juntaram-se na passada quarta-feira, dia 2, num dos pontos principais da universidade para um momento de solidariedade.

A vigília foi marcada por momentos musicais, de poesia, de palavras de apelo ao fim da guerra.

Foi ainda criado um moral onde quem esteve presente podia deixar mensagens de força.

A Covilhã marca assim mais uma ação de solidariedade com a Ucrânia.

Marta Raquel Almeida tem 21 e é uma jovem natural da Guarda.
Tem diploma em Comunicação e Relações Públicas e está neste momento no 1.º ano de licenciatura em Estudos Portugueses e Espanhóis na Universidade da Beira Interior.
Militante do Bloco de Esquerda, integrou a lista candidata à junta de freguesia da Guarda nas autárquicas de 2021, e a candidatura às legislativas de 2022 pelo círculo eleitoral da Guarda.
Integra também o Coletivo Metamorfose (na Covilhã).

Related Posts
Skip to content