Sertã: Orçamento e Grandes opções de Plano

“Se realmente a Câmara respira essa saúde financeira, não a respira pela boa gestão. Respira exatamente  pela sua má gestão. Onde havia e hoje ainda há tanto por fazer.”
Sertã

Caros Sertaginenses, congratulo-me, por este Executivo ter aprovado a transferência dos fluxos de caixa do ano 2021, rondando os 3,8 milhões de Euros. 

O que mais me preocupa dentro deste cenário é haver alguém que demonstra ser o salvador da pátria deste concelho, por ter conseguido colocar a Câmara, com uma lufada de ar fresco, no sentido de investir no que de melhor tem de se investir.  E nesse sentido devo de lhe dizer, que lhe fica particularmente mal insinuar tais controvérsias, e explico porquê.

Se realmente a Câmara respira essa saúde financeira, não a respira pela boa gestão. Respira exatamente  pela sua má gestão. Onde havia e hoje ainda há tanto por fazer. Desleixando aquilo que diz que é o seu concelho porque vossa ex. estava convicto que ganharia as eleições porque o seu objetivo, era único e simplesmente um.  Era mostrar e demonstrar que o Sr. seria o salvador do concelho e faria o que nunca foi feito. Mas tal não aconteceu, e agora sente-se, como uma dama ofendida. Mas caríssimo devo-lhe dizer que todos nós sentimos essa sua arrogância e prepotência pelo poder. Onde ainda hoje com tanta lufada de ar fresco , continuamos todos a sentir falta de tudo o que nos faz falta . Sentimos a falta de um SNS em condições para todos nós, como tantas vezes o Bloco de Esquerda referiu, falta de um ensino capaz de não deixar fugir os nossos jovens, como tantas vezes o Bloco de Esquerda reivindicou,  falta de um plano estratégico capaz de combater e proteger as nossas florestas reivindicado pelo Bloco de Esquerda em várias ocasiões, falta a capacidade  dos executivos de criarem condições de gerarem novos postos de trabalho e enaltecerem também os nosso pequenos e médios empresários, como o Bloco de Esquerda sempre reivindicou.  Falta despoluir e criminalizar quem de mal faz à nossa ribeira, algo que o Bloco de Esquerda se interpõe há já alguns anos e que ninguém quer saber. Há muito trabalho pela frente, por muito que já devia e podia estar feito e não está por incompetência de alguém. Deixe de puxar os louros a algo, que nunca fez e que nuca fará. A Câmara podia ter a mesma lufada de ar fresco, com muita coisa feita . Mas volto a dizer , por incompetência de alguém , continuamos a não sair desta miséria 

Nuno Costa nasceu no dia 22 de abril de 1976, em Lisboa, e exerce funções de vigilante privado no concelho da Sertã, onde tem raízes e reside.. É o cabeça de lista do Bloco de Esquerda à Assembleia Municipal da Sertã nas eleições autárquicas de 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Violência não é entretenimento

"Neste dia 14 de fevereiro, popularizado como o dia do amor, que se sabia que nada disto é OK. Violência, agressividade e opressão não fazem parte do romance, do casamento ou de qualquer tipo de relação de intimidade."
Ribeira da Sertã
Ler Mais

Argemela e Ribeira da Sertã

Há sensivelmente 15 dias vi uma reportagem na TV sobre a exploração mineira da Argemela  em que o PSD com 15 dos seus deputados, incluindo Cláudia André, que é eleita pelo distrito de Castelo Branco, questionava e bem porque razão o contrato de concessão foi assinado antes de se fazer uma avaliação de impacto ambiental, recordando que algumas entidades se opõem ao projeto.
adoção, família
Ler Mais

Uma família disfuncional

Recentemente muito se falado sobre a família tradicional e como a sua existência está em perigo. Na realidade, o conceito de família é algo em constante mudança, com base na cultura, evolução, na sociedade e no próprio individualismo (que se torna mais evidente o quão maior for a liberdade de expressão e menor a opressão).
Skip to content