A Serra da Argemela

A serra da Argemela desde a localidade do Barco
A construção de minas terá consequências imediatas no meio ambiente, quer seja nos limites da própria mina, quer seja nas áreas circundantes, o equilíbrio ambiental será inevitavelmente afetado, as poeiras, os ruídos, as vibrações causadas pelos explosivos, as partículas sólidas no ar, a contaminação dos cursos de água por metais pesados e produtos químicos, o impacto na paisagem também será muito negativo, pois vai alterar-se de forma significativa com a construção de um espaço vazio.

Nos trabalhos com utilização de explosivos, serão geradas ondas de choque com vibrações que irão pôr em risco as edificações próximas e na própria natureza, provocando inevitavelmente movimentações nos lençóis freáticos deixando sem água, as explorações, necessárias para a agricultura e ou para consumo humano, assim como também serão criadas as condições propícias ao deslizamento de terras, principalmente no inverno.

A mineração, inevitavelmente, causa impactos ambientais na sua jusante, uma vez que os efluentes gerados pela mineração convergem para os cursos de água.

A mitigação dos impactos ambientais na mineração independentemente dos custos e imposições de ordem legal da atividade, não pode ser considerada ambientalmente sustentável se não considerarem os impactos ambientais.

À natureza vamos buscar tudo o que precisamos para a nossa sobrevivência, à natureza vamos devolver tudo o que fomos buscar, a natureza encarregar-se-á de se regenerar para que possamos de forma contínua encontrar na natureza as nossas necessidades do dia-a-dia.

Na natureza tudo se transforma, nada se perde, porém esta realidade não é generalizada a tudo o que retiramos da natureza, uma vez que há coisas que são alteradas de tal forma que será impossível que a natureza consiga reconstituir-se, sendo este um contributo para a degeneração do clima.

A extração mineira que alguém pretende fazer na Serra da Argemela e em outros locais é um exemplo muito real do que será extraído da natureza será impossível à natureza regenerar-se quando lhe formos devolver o que foi extraído, uma vez que o extraído será alterado de tal forma que será impossível ser transformado de novo pela natureza.

A extração de lítio é um recurso encontrado na natureza, é um metal alcalino com diversas utilizações depois de alterado, sendo a utilização mais conhecida a produção de baterias, utilizadas nos diferentes equipamentos que todos nós utilizamos, por exemplo o Smartphone.

As baterias em fim de vida são um problema sério e real, pois a natureza não terá a capacidade de as transformar em recursos essenciais às nossas necessidades, sendo o lítio um elemento presente nas baterias e que está entre muitos outros, que pretendem extrair com a mineração da Serra da Argemela a contribuir para a degeneração do clima.

Jose Carlos Pais, nasci em Novembro de 1974 sou residente em Verdelhos no extremo norte do concelho da Covilhã. Formação profissional em instalações eléctricas em edifícios. Na actualidade estou em casa a exercer funções de cuidador informal uma vez que tenho dois irmãos completamente dependentes. Tenho um filho com 14 anos também ele com necessidade de ser acompanhado. Sou uma pessoa muito simples, amigo e quando posso ajudo que de mim precisa

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

O lugar político dos afetos

A dimensão dos afetos é tudo menos uma dimensão despolitizada, alheia à nossa quotidiana forma de disputar o espaço comum, de produzir comunidade.
Ler Mais

O “efeito cascata”

A teoria do "ripple effect" determina que uma pequena acção pode causar um grande impacto. A natureza desta acção pode ser negativa ou positiva e, portanto, o seu impacto é definido pelo causador da dita acção.
Ler Mais

E agora, Viseu?

Fernando Ruas voltou a assentar praça em Viseu, por mais quatro longos anos…  Ainda não foi desta que…
Skip to content