A Liberdade de Expressão foi uma das grandes conquistas do 25 de Abril de 1974.
Mas, chega a ser assustador constatar que anda por aí muita “gente” a usar esta expressão para incutir/disseminar ideologias/acções que são “uma volta atrás” no que diz respeito a décadas de luta por uma sociedade mais humanista e centrada no respeito pelas pessoas.

Com a “capa” da Liberdade de Expressão e invocando a Democracia, alguns órgãos de comunicação social têm dado voz a gente cujo único objectivo é promover o ódio.

Quase que viajamos para o tempo em que a Liberdade de Expressão era negada aos/às democratas, e apenas se podiam promover as ideias fascistas, militaristas, racistas e xenófobas que sustentavam a ditadura.

Não pode valer tudo! Muito menos subverter a própria democracia.

E para @s que dizem que já lá vai o tempo da censura é melhor reflectirem a sério (não apenas escrever umas “cenas” nas redes sociais) para perceberem que quando a ideologia põe em questão a dignidade das pessoas e defende a violência não é Liberdade de Expressão, mas apenas dar palco ao que não é uma mera opinião mas sim a tentativa de divulgar a ideologia fascista e racista.
Hoje, tal como em 1974, não podemos baixar os braços, temos que manter viva a luta pela democracia e nunca permitir a aniquilação de direitos e de liberdades.

Quero acreditar que nem toda a gente anda distraída!

Viva a Liberdade!

Viva o 25 de Abril!

(esta autora escreve com a grafia anterior ao “Acordo Ortográfico”)

Outros artigos deste autor >

Nascida em Viseu há 51 anos, é sobejamente conhecida na cidade que a viu crescer, pela dedicação e alegria com que se empenha na sua intensa actividade profissional, cívica, desportiva, associativa, sindical, cultural e política.
Professora de Educação Física e Mestre em Atividade Física e Desporto.
De 2008 a 2013 foi presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Viseu.
Actualmente é dirigente sindical (SPRC Viseu, FENPROF), membro da Direcção da FRAP (Federação Regional de Associações de Pais) de Viseu, Membro da Direção da Associação de Professores de Educação Física -APEF VISEU. Membro da Comissão Concelhia de Viseu e da Comissão Distrital de Viseu do BE.
Esta autora escreve segundo o antigo acordo ortográfico.

Deixe o seu comentário

Skip to content